para Baixo

Basicamente são cinco tópicos que diferenciam as cordas para instrumentos musicais. Quando você os conhece e entende como eles funcionam, fica muito mais fácil escolher o jogo para seu baixo.

Os principais critérios que diferenciam as cordas de baixo são:

Material usado na fabricação: antes de escolher um encordoamento para baixo é preciso entender a diferença dos materiais das cordas. Cada modelo tem suas particularidades, vantagens e desvantagens, bem como aplicações mais comuns. A escolha do material correto também interfere na sonoridade do instrumento e na durabilidade das cordas

Tecnologia embaracada: tecnologias são aplicadas na fabricação completa do encordoamento, desde a escolha dos materiais até a montagem da corda em si. Entram nessa categoria os núcleos utilizados, filamentos envoltórios e revestimentos das cordas do baixo. Assim como o material, a tecnologia empregada pode alterar muito o resultado final das cordas. Tanto em relação à durabilidade do encordoamento, como também ao timbre emitido pelo instrumento.

Calibre das cordas: existem cordas para contrabaixo mais finas, outras mais grossas. O que determina essa escolha é o ritmo a ser tocado e as preferências do músico, principalmente. Alguns preferem espessuras mais leves, outros se dão melhor com encordoamentos mais grossos e resistentes, e vice-versa.

Marca: utilizar um produto de marca reconhecida é um importante passo para evitar o arrependimento na compra.

Confira também